Prevenção

 

O termo "prevenção odontológica" é mais amplo do que muitas pessoas o imaginam.

Partindo do princípio de que TUDO em nosso organismo está inter relacionado, de que várias estruturas nobres e também fundamentais para nossa vida estão localizadas na região de cabeça e pescoço, de que uma doença agride não somente o local, como os tecidos e órgãos vizinhos e ainda, de outras regiões distantes de onde o problema foi originado, fica mais fácil de entender que, praticando prevenção odontológica está se cuidando mais do que de dentes.

A Prevenção é importante para prevenir novos problemas e também para aumentar a vida útil de todos os trabalhos na boca, que polidos e adaptados, demorarão mais para serem substituídos.

Levando-se em consideração que em uma troca de restauração também se gasta dente pela ação da broca, uma pequena restauração trocada a cada 2 anos será praticamente uma coroa protética em 15 anos. Este caso se considerar-mos que não houve perda do dente, pois os dentes perdidos que não são substituídos por prótese, perdem seu espaço para outros dentes que se entortam, causando, nestes casos, problemas ainda maiores.

Além da importância da manutenção dos serviços, da limpeza dos dentes, da aplicação de flúor (componente que dá resistência ao dente) e do tratamento de probleminhas quando os mesmos ainda estão em seu início.

A pessoa que pratica prevenção também se previne do câncer bucal.